Review – Bioderma Matricium

Se há produto que me pedem para fazer review praticamente todos os meses, é o Matricium da Bioderma e eu percebo o franco entusiasmo. Sempre o quis experimentar, mas acho que o momento em que fiquei deveras com “ganas” foi quando, à minha frente na fila da Citypharma, da última vez que estive em Paris, estava uma moça com uma pele magnífica e apenas aquela embalagem na mão. Eu, com a minha braçada de produtos pensei “ah caraças, aquilo é que era!”. Ainda ensaiei uma marcha atrás, mas a fila atrás de mim era monstra e o meu namorado recusou-se a lá voltar então ficou para outra oportunidade.

No ano passado, apanhei-o em promoção na Mifarma e pensei que seria a grande oportunidade, lá veio morar comigo. Este é um produto curioso porque tem claims que não são permitidas em cosméticos como regenerador, porque está registado como dispositivo médico e não como cosmético. Consiste em pequenas ampolas que dão para 2 utilizações e duram 24h depois de abertas.

O objectivo destas ampolas é ajudarem na recuperação cutânea com uma composição semelhante aos factores de hidratação naturais da pele e podem ser usadas em qualquer tipo de pele, até nas mais sensibilizadas. A claim da marca é que as células recuperam a sua capacidade regeneradora para níveis semelhantes a uma pessoa de 20 anos, feito em 12 voluntárias. Adoraria ver os métodos deste estudo clínico, pois devem ter sido muito difíceis de desenhar. A textura deste produto é como se fosse uma água, não adiciona qualquer óleo à pele.

Quanto à composição, estas ampolas têm maioritariamente humectantes que servem para estimular a hidratação e tornar a pele mais elástica e hidratada como o ácido hialurónico, manitol, xilitol. Além destes humectantes, este produto tem quase todos os aminoácidos possíveis. Estes aminoácidos são usados neste caso para aumentar a hidratação e reforçar a barreira cutânea, ajudando também na prevenção do envelhecimento. Existem outros produtos com a mesma “filosofia” que este no mercado, como o Barriéderm-cica da Uriage ou o Dermallergo da La Roche Posay, mas este já existe há muito mais tempo e, a nível de formulação, é de longe, muito mais completo, o que faz com que o seu preço também seja ajustado para apenas 30 dias de utilização.

Já a minha experiência com o produto… Infelizmente, não notei grande melhorias na pele face à utilização de outros séruns simplesmente hidratantes. Esperava uma certa ajuda com o eritema rosácea e uma pele mais hidratada e com aspecto mais jovem. No entanto, também não é justo esperar isto tudo de 30 dias, por isso, deixo um pouco o benefício da dúvida, mas não ter notado a rosácea mais calma, deixou-me com pouca vontade de comprar de novo. No entanto, tenho excelente feedback de muita gente por aqui que adorou o produto e que sentiu que o mesmo ajudou tremendamente a controlar a rosácea, por isso não tomem o meu caso como regra, porque este produto tem mesmo tudo para resultar para muita gente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s