O efeito Kardashian

Parece que a moda é cíclica. É daqueles clichés universais repetidos até por quem nada percebe da poda. Não deixa de ser mais ou menos verdade, já que existe um limite da imaginação humana, mas quando a moda regressa ao que era anteriormente, leva sempre um toque diferente. Nos últimos anos vivemos anos maravilhosos de moda, os anos de anything goes. Porque foram tão maravilhosos? Porque permitiram liberdade!

Recordo-me perfeirtamente da minha dificuldade durante toda a adolescência de manter os pés secos, porque não existiam botas de cano baixo sem ar ortopédico à venda. Todas as botas minimamente giras eram de cano alto. Como sempre tive a perna grossa (não necessariamente gorda, nessa altura era mesmo músculo), nunca a consegui enfiar nessas botas. Consequentemente, All Star seria o inverno todo. Divertido.

Depois as botas de cano baixo começaram também a estar na moda e, de repente, já tínhamos botas de todos os tamanhos de cano em todas as lojas. Aleluia irmãs! O mesmo se passa com as saias, agora temos mini, pelo joelho, midi e tudo no meio o que nos apetecer. Celebrar a opção de poder comprar o que nos dá na cabeça independentemente da moda é mesmo importante para mim, especialmente porque me estou a borrifar para as chamadas “tendências”.

Sinto, no entanto, que as coisas estão a mudar para aquilo a que chamo na minha cabeça de “efeito Kardashian”, ou seja, o ataque dos clones está a regressar. Se se usa néon, só se vêem peças de roupa néon. Queres um tom pastel? Azar, não vais encontrar nada à venda. Tudo o que disse para a moda, aplica-se também à beleza. Agora somos todos clones do instagram, aplicamos séruns com as pipetas no rosto para escorrerem pela cara abaixo (porque faz imenso sentido) e maquilhamo-nos para parecermos todas iguais, disfarçando qualquer característica individual.

Como li algures (infelizmente não me recordo onde), a moda atravessou um longo período de everything goes cujo reinado chega ao fim.

O rei está morto, viva o rei!

Créditos da imagem

2 thoughts on “O efeito Kardashian

  1. Marttokas diz:

    Eu lembro me de quando era miúda haver anos em que era impossivel encontrar roupa na minha cor favorita (azul).

    E penso é possível ser mais ou menos imune ao efeito clone. Há cada vez mais opções, pequenas marcas e inúmeras lojas online. É só preciso ser fiel ao que gostamos em vez de seguir a manada.

    Ps. Gosto mesmo dos teus artigos de opinião.

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s