Rosácea – Tratamentos e Cuidados a Ter

Tal como mencionei no post anterior, a rosácea não tem cura. No entanto, existem vários fármacos utilizados para o controlo da síndrome e das complicações associadas.

  •  Tetraciclinas e doxiciclina

São anti-bióticos usados recorrentemente no tratamento da rosácea. São a primeira linha de terapêutica na maioria dos casos. No entanto e, ao contrário do que se possa pensar de forma intuitiva, não são aconselhados pela sua acção anti-bacteriana. Na verdade, na rosácea estes anti-bióticos são usados em concentrações sub-terapêuticas a nível microbiano pela sua acção vasoconstritora. A terapêutica com estes anti-bióticos tem sempre a duração de, pelo menos, um mês, sendo o normal entre 3 e 6 para este síndrome. É um medicamento sujeito a receita médica.

  • Soolantra

É uma pomada comercializada pela Galderma (que, já agora, tem o monopólio do mercado da rosácea) cujo activo é a ivermectina, um fármaco usado pelas suas propriedades anti-parasitárias e anti-inflamatórias. Apesar disto, o mecanismo de actuação deste fármaco na rosácea é desconhecido. Este creme é menos agressivo que outros como o Mirvaso ou o Metroderme, pelo menos foi o ângulo de venda durante o lançamento, pois as outras duas pomadas podem ser irritantes. É um medicamento sujeito a receita médica.

  • Metronidazol

Nomes comerciais como Metroderme ou Rosiced, este é um anti-fúngico que também contribui para a vasoconstrição. Pode ser irritante em alguns casos e em algumas pessoas, mas é das primeiras linhas de tratamento e dos medicamentos mais prescritos, quer pelo preço mais acessível quando comparado com os outros, quer por ser o único que é comparticipado (pessoas mais actualizadas que eu nas comparticipações que me corrijam se estiver a meter água).

  • Ácido Azelaico

Já foi aqui falado na temática das manchas, e na rosácea tem precisamente essa função de reduzir as manchas e marcas causadas pelas lesões na pele, enquanto tem um ligeiro efeito vasoconstritor. O nome comercial da pomada é agora Skinoren. Pode também ser irritante em muitos casos, pelo que deve ser usada com cautela

  • Mirvaso

Ahh o Mirvaso… O nome do activo é brimonidina e, antes de ser registado pela Galderma para uso tópico na rosácea, já era usado há muitos anos em colírios para o tratamento do glaucoma. É um vasoconstritor potentíssimo, tão potente que, no meu caso, a pele chega a ficar acinzentada na zona de aplicação (com cor de morte mesmo) devido ao aporte sanguíneo ser próximo de zero. Em teoria, o Mirvaso chegou à Terra para resolver todos os nossos problemas. Na prática, não é bem assim. Na verdade, o primeiro problema desta pomada começa no preço (qualquer coisa como 50€) e acaba no efeito de rebound que a pele tem depois da sua aplicação. Ou seja, ele contrai tão intensamente os vasos sanguíneos que, quando o efeito passa (ao final de umas 3/4h, comigo) a circulação regressa em força e grande desespero, cumprindo a sua função. No final do dia, pessoalmente agrava-me o problema na maioria dos casos, embora lhe recorra quando estou mesmo desesperada. Segundo o que vários dermatologistas me disseram, este produto é muito mal tolerado na maioria das pessoas pelas mesmas razões que eu o tolero mal. Não aconselho o investimento.

  • Laser IPL

O laser IPL (intense pulsed light) já vos é, provavelmente, familiar pois é usado na depilação definitiva também. Durante algum tempo achei que esta seria a solução para uma vida feliz. No entanto, depressa descobri algo crítico: embora este laser seja extremamente eficiente no tratamento, ele trata apenas um sinal, as telangiectasias (derrames), nada mais e nada menos. É também impossível realizar este tratamento com eritema activo, pois podem ocorrer queimaduras. Para quem tem apenas derrames pelo rosto, é uma excelente alternativa a fazer o mais depressa possível.

  • Outras opções terapêuticas

Existem outras opções terapêuticas “colaterais” que são também consideradas. Alguns médicos recomendam a utilização de ansiolíticos para minorar a ansiedade e, consequentemente a rosácea. Pesquisei também muito sobre o assunto e existem também pessoas a afirmar que o problema terá origem no fígado (meramente por intuição, pelo que me parece) e, portanto, uma alimentação regrada e saudável pode fazer a diferença. Pessoalmente adorei ler um case study muito giro numa senhora que aboliu lacticínios e passou a meditar e que, no caso dela contribuiu para um controlo da doença. Pessoalmente, não bebo leite regularmente nunca (como derivados maioritariamente), experimentei e não vi grandes alterações, mas posso-vos dizer que a meditação ajuda bastante, por mais que pareça uma coisa idiota e não plausível. Aconselho mesmo a darem uma leitura no estudo e a experimentar, pode fazer diferença!

2 thoughts on “Rosácea – Tratamentos e Cuidados a Ter

  1. raquel diz:

    Estou a adorar os posts da semana da rosácea.
    Sou só mais uma das vítimas :p

    Tenho fases más, mas no ano passado tive uma daquelas que parecia não ter fim. Fiz testes com vários alimentos, cheguei a uma altura em que pensei que fazia alergia a tudo. Depois de uma consulta no dermatologista fiz tratamento com antibiótico e metroderm, e comecei as sessões a laser. Agora já tenho dias em que não tenho nada, apesar de haver outros em que fico mais vermelhita. O tratamento ajudou mas não eliminou completamente. Fiz 3 sessões, de 5 recomendadas, mas agora que li o teu post se calhar não volto à quarta :p

    Depois de tudo, acho mesmo que a coisa que mais provoca é o stress, sempre que ando alterada, preocupada, acelarada, lá vem a cara vermelha e até as borbulhas.
    Por isto mesmo acho que o último ponto pode ser mesmo a solução para muitos dos casos 🙂

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s