Há vida para além dos cremes – Mesoterapia

Aqui há tempos fui a uma apresentação da Mesoestetic em que se falava ampolas de mesoterapia, a sua linha Mesohyal. Estão vocês neste momento provavelmente a perguntar-se: meso-quê? Isso, mesoterapia. Trata-se de um tratamento não cirúrgico que envolve múltiplas injecções de algo que vai tratar a pele, passo a explicar em que consiste.

Basicamente trata-se do seguinte: os cremes são porreiros e fazem algum efeito, mas estão muito limitados porque a pele é feita para não entrar grande coisa por ela, senão uma mera exposição de um ser humano a factores externos resultaria na sua morte. Assim, os cremes estão ali à superfície, lá penetra uns 2-5% da maioria das coisas e pronto.

A ideia da mesoterapia é basicamente injectar o que a pele está a precisar, onde ela está a precisar. Isto pode ser vitamina C, ou oligoelementos ou ácido hialurónico no rosto ou carnitina na celulite, ou até outros nas estrias.

Como boa aventureira que sou, fui experimentar uma sessão de mesoterapia com o Dr. Trincheiras, em nome da ciência. Ao contrário do que possa parecer, o procedimento é bastante inócuo e quase indolor, pois foi realizado com uma caneta com múltiplas agulhas minúsculas, ao contrário desta que se vê acima. O procedimento consistiu basicamente no espalhamento de uma destas ampolas pelo rosto todo, que foi em seguida percorrido pelas agulhas. No meu caso a ampola escolhida foi de hidratação lipídica e vitamina C, porque a minha pele é seca e não tem “viço” e a técnica que descrevi acima chama-se “Nappage” (há outras).

As regiões onde notei ligeira dor foi no contorno nasolabial e na região mais próxima dos olhos. No entanto, é uma picada ligeiríssima e nada que suscite reflexos de me levantar e ir embora. Eis que depois disto o dermatologista me manda levantar e ir à minha vida, de preferência não lavando a cara para maximizar a absorção de produto. Quando saí do consultório a primeira coisa que fiz foi olhar-me ao espelho, meio a medo. Não fiquei desiludida, a minha cara estava estupidamente vermelha e o conteúdo da ampola estava a começar a secar. Estava super sexy. Não tirei fotos porque há limites para o oversharing! Os planos para o que quer que fosse que envolvesse sair de casa nesse dia estavam portanto cancelados.

No dia seguinte estava mais que ansiosa para ver o que estava por debaixo de uma crosta seca de produto e não fiquei desiludida, de facto a pele do rosto estava assim um sonho de suavidade, notei que os cremes eram absorvidos mais rapidamente e a maquilhagem assentava melhor.

Se eu sou nova para este tipo de procedimento? É um pouco relativo, este procedimento pode ser feito em qualquer altura (de forma razoável só a partir aí dos 20 e poucos…) mas a beleza destes tratamentos é que podem fazer diferenças não só hoje, como no futuro pois começamos a envelhecer a partir do dia em que nascemos! Se repetirei constantemente? Para já, não creio, embora tenha amado os resultados.

Não tive qualquer qualquer reacção adversa ao tratamento, nem sequer hipersensibilização. Fica o vídeo de uma demostração de uma aplicação ligeiramente diferente da que referi, que alguns dermatologistas realizam.

Espero que tenham gostado da partilha desta experiência e, como conselho final, se desejarem realizar algum destes procedimentos, aconselho que vão exclusivamente a um dermatologista, por mais que existam esteticistas que dizem que realizam este tipo de tratamentos, não coloquem a vossa cara, rabiosque ou o que seja nas mãos de alguém que não tem a mínima formação para realizar este tipo de tratamento! Mais vale por vezes, aguardar até possuir o dinheiro para o investimento correcto do que fazer num gabinete de estética e arranjar graves complicações.

13 thoughts on “Há vida para além dos cremes – Mesoterapia

  1. Thaisa Santos diz:

    Já tinha lido sobre este tipo de tratamento, mas essencialmente para peles já bastante maduras.
    Fiquei curiosa em relação à algo que já queria te perguntar há imenso tempo: afinal a nossa pele não absorve tudo (cremes e afins)? É que um cientista francês de uma marca de cosmética sem parabenos (e afins) garantiu na apresentação da marca que a nossa pele absorvia tudo, daí este cuidado mediático a volta dos produtos naturais e orgânicos. E parece que o senhor Google também anda dividido, nada melhor do que perguntar a alguém como tu :p

    Beijinho

    Gostar

  2. m_I_a diz:

    Quando a pele já está muito envelhecida, pouco há a fazer, é claro que se notam efeitos com estes tratamentos, mas os efeitos mais drásticos serão com tratamentos mais agressivos, pelo que li. Não, a nossa pele não absorve tudo, caso contrário morreríamos ao entrar no mar porque o sal seria absorvido pela nossa pele, causando distúrbios osmóticos! A nossa pele existe para ser uma barreira e é claro que algumas coisas são absorvidas, mas muito poucas e a maioria dos cremes são mesmo formulados para ficarem à superfície da pele! O mediatismo dos “orgânicos e naturais” é um pouco ridículo, misturado com desinformação porque não é de todo mais saudável colocar o que quer que seja vindo de uma planta na nossa pele face a coisas que a nossa pele efectivamente tem, produz e precisa! Esses compostos designados “naturais” (seja lá isso o que for) são absolutamente estranhos para a nossa pele. Espero ter esclarecido 😉 Beijinho

    Gostar

  3. Patricia diz:

    Parabéns pelo Blog, obrigada pela dedicaçao que empregas em cada video e a escrever por aqui, sei que dá trabalho…vivo em Barcelona e adoro as tuas dicas…ahhh e claro França esta aqui ao lado…e nao resisto a fazer umas comprinhas…e sim vou pelas tuas recomendaçoes 😉 beijinhos e continua!!!

    Gostar

  4. Anónimo diz:

    Olá Mia! Parabéns pelo blog, confesso que vou espreitando vários mas apenas o teu me inspira confiança. Quando pretendo algum conselho mais especializado venho aqui espreitar 🙂 aliás a paixão com o conhecimento, dupla fatal =) queria pedir-te um conselho. Tenho 34 anos, embora não pareça sinto a pele mais cansada e seca. Uso diariamente base, mas com este tempo frio e ventoso, sinto a pele muito seca e repuxada ao finalidade o dia. Uso uma da Clarin, mas queria pedir-te a tua opinião. Obrigada! Parabéns e keep Up the great work.

    Gostar

  5. m_I_a diz:

    Obrigada! 😀 Confiança é bem mais importante que tudo o resto, pelo menos para mim 😉 Qual a base da Clarins que estás a usar? Esse problema pode ser ou da base em si, ou da pele por debaixo dela que está desidratada e, como consequência vai “absorver” a base ao longo do dia, de tão desnutrida que está! Um óptimo passo a inserir na rotina nesses casos é um sérum de ácido hialurónico hidratante ou um creme com o mesmo conjugado com um sérum com vitamina C que confere luminosidade! Espero ter ajudado 😉

    Gostar

  6. m_I_a diz:

    Olá Vânia! Não dei valores porque são bastante relativos, dependem do drmatologista, do produto e da quantidade de produto utilizada! Cada consulta no Dr Trincheiras para este tipo de aplicação fica por volta de 120€, mas depois ainda há as ampolas e a agulha, se quiseres em semi-automático. O que eu aconselho é ir a um consultório próximo de dermatologia (ou telefonar) e pedir um orçamento 😉

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s