Resenha – L’Óreal Rouge Caresse

Apesar de adorar batons com fundo frio mais alilasado, quase todos me ficam pessimamente porque tenho os dentes mais amarelos do que gostaria e, sendo o roxo o oposto ao amarelo na roda das cores, o roxo destaca dentes amarelos. No entanto, se o batom não for muito pigmentado fica bonito, até porque o subtom da minha pele é o rosa, e o lilás cria contraste.

Roda das cores à parte, queria comprar um Rouge Caresse da L’Óreal e decidi-me por esta cor: Tempting Lilac pelas razões que referi.

Acho que chamar-lhe batom é induzir as pessoas em erro pois ele não é beeem um batom. Eu diria que é um bálsamo com cor que, se passarmos umas 3 ou 4 vezes, a cor aparece mais.

Acho que é ideal para o Inverno quando temos os lábios tão secos que não conseguimos que o batom fique bem, mas também apetece uma corzinha nos lábios.

Um dos contras deste produto é gastar-se super rápido (não que o vá gastar muito rapidamente) mas, como passamos muitas vezes para obter cor e ele sai rápido por ser hidratante, acabamos por gastar mais quantidade do que gastariamos com um batom normal.

3/5 estrelas – Bom

É um bom produto, cheira bem e hidrata os lábios mesmo quando estão secos, tem o inconveniente que referi acima, mas não o comprem a contar que será como um batom, pois não se compara. Uma outra coisa de que não gostei foi da embalagem: achei demasiado e desnecessariamente grande para a quantidade de produto que traz, a parte transparente suja-se e risca-se e fica sem aspecto nenhum de jeito. Devo ser mesmo do contra, porque até hoje só tinha visto bloggers a dizerem que achavam a embalagem engraçada.

7 thoughts on “Resenha – L’Óreal Rouge Caresse

  1. XanocaS diz:

    Olá Mia! 🙂
    Ganhei um Caresse na cor impulsive fuchsia num passatempo do “primeira vez, primeira maquilhagem” mas ainda nao o exprimentei.
    A cor no batom nao me seduz muito porque sofro do mesmo problema que tu: cores muito “pop” videnciam mais amarelo nos dentitos! 😛
    Mas se sao como dizes, pouco pigmentados, se calhar ate vai funcionar! 🙂

    Beijinho *

    Gostar

  2. Anónimo diz:

    Comprei este batom, exactamente na mesma cor, horas antes de ver esta publicação. Gosto muito da cor e ,na maioria dos aspectos, concordo com a tua opinião sobre ele.
    Se passar só 1 vez nos lábios, praticamente só se nota o brilho dele. Quando passo mais a cor vai-se notando mas, para mim, tem o inconveniente de sentir um excesso de produto nos lábios, o que me incomoda.
    Outro aspecto que notei, e que também referes, é que “desaparece” passado pouco tempo.
    Tinha um da marca Sephora com uma cor parecida a esta que já tinha comprado há uns 2 anos e que nunca usei muito porque odeio o sabor dele. Assim que o aplico nos lábios parece que a boca toda fica impregnada com o sabor do batom.
    Com este, felizmente, isso não acontece.

    No mesmo dia que comprei o da L'oreal, comprei também o Stellar Pink da Color Sensational (Maybelline) e desse sim, gosto mesmo muito.
    Nunca vi o amethist shimmer pessoalmente, só vi mesmo há dias uma foto dele nos teus lábios aqui no Make Down, mas a cor parece-me muito semelhante. 🙂
    Estou a adora-lo. Não paro de o usar, mesmo só para estar em casa. 😀

    Beijinhos,

    Lian.

    Gostar

  3. L. diz:

    Bom, eu tenho o Hypnotic Red desde o verão passado e estou bastante satisfeita com ele 🙂 Comprei-o no verão em promoção porque para além da fórmula ser mais leve (coisa que aprecio em tempo quente), tinha saído há pouco tempo e o efeito da publicidade + curiosidade em experimentar o produto não perdoaram (vergonha, eu sei). É verdade que se gasta rapidamente, mas a fórmula é de facto confortável até no inverno pelas razões que mencionaste! Eu tenho os meus lábios pigmentados por si, por isso esta cor fá-los vermelhos sem ter de recorrer a “batom a sério”, o que me dá um jeitão quando tenho de sair de casa à pressa e não tenho tempo para me maquilhar em condições (não preciso de estar com grandes cuidados a pintar os lábios – se me sujar é fácil limpar os contornos, e nem preciso de espelho, ao contrário do que acontece com um dos “verdadeiros batons”). Quanto à embalagem, o transparente é um bocado foleirito, mas uma pessoa habitua-se, além de que dá para ir controlando a quantidade de produto que se gasta. O meu costuma andar pela carteira e ainda não se riscou 😀 Estou tão satisfeita com ele que ofereci no natal o rebel red a uma amiga e ela ainda não o parou de usar ahah. Já li algures alguém a queixar-se dos tons mais claros, mas suponho que os mais escuros acabem por ser mais pigmentados por terem maior concentração/ qualidade dos pigmentos/ whatever. Não costumo usar tons clarinhos, por isso não sei. Esta é a minha expriência (que já vai longa demais).
    Beijinhos

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s