Diz-me o que comes e dir-te-ei como é o teu cabelo, com a Davines pt1

Tens o couro cabeludo frágil, com tendência a queda (alopécia)?

Então este post é para ti!

A Davines remodelou toda a sua linha Natural Tech e, as linhas da marca, vão servir de mote para  falar aqui sobre alimentação saudável e o reflexo que esta tem no nosso cabelo e pele. Esta marca tem uma forte filosofia ambiental e esta linha é rica em componentes de plantas que são usados, por vezes, há milénios para tratar algumas patologias.

Passemos então a uma alimentação correcta para o problema anterior:

– Ácidos gordos essenciais como os oléos de semente de linhaça (da planta do linho), de prímula, de salmão (os chamados ómega-3) melhoram a textura do cabelo, fortificando-o e protegendo-o da desidratação excessiva;

– O complexo de vitaminas B3, B5, B6 contribuem para um crescimento saudável dos cabelos;

– A carência de biotina (levedura de cerveja, arroz integral, ervilhas, lentilhas, aveia, soja, sementes de girassol e nozes) está directamente relacionada com anomalias cutâneas e perda de cabelo;

– O inositol que está presente nos cereais, nas nozes e nalguns tipos de fruta, tais como melão e laranja, é considerado vital para o crescimento do cabelo;

– As vitaminas C e E contribuem para melhorar a circulação do couro cabeludo e melhoram o suporte dos folículos pilosos com a sua acção anti-oxidante;

-O zinco estimula as defesas imunitárias e estimula o crescimento capilar;

– A coenzima Q10 e a coenzima A melhoram a circulação do couro cabeludo e a oxigenação dos tecidos;


– Uma alimentação rica em futa e vegetais e pobre em amidos (batata, milho) pode contribuir para abrandar a qued de cabelo;

– Um bom hábito alimentar a adoptar é inserir alimentos à base de soja na dieta, pois a soja e seus derivados inibem a formação de di-hidrotestosterona (percursora da testosterona e sim, as mulheres também a têm!) que está implicada na queda de cabelo;

– Limitar o consimo de comida que contenha ovos cus (isso mesmo, mousse de chocolate!), já que estes contêm avidina, que se liga à biotina e impede a sua absorção.

Infelizmente, ter em atenção a alimentação não basta e precisamos sempre da ajuda de um tratamento. Esta é a proposta da Davines para estes problemas:

1- Shampô de tratamento – 16,90€
2- Energising gel (para tratamento do couro cabeludo, depois da lavagem) – 24,70€ para a prevenção
3- Energising lotion (também para o couro cabeludo) – 62,50€ estimula a microcirculação
4- Energising Superactive (igualmente para o couro cabeludo) – 70,20€ para combater a queda devida a factores hormonais.

A Davines é comercializada em salões como o Samuel Rocher (no Chiado) ou na Carminho.

Acrescento ainda que nada disto, nem tratamentos nem alimentação, dispensará alguma vez a consulta de um dermatologista e a medicação necessária para este problema.

Espero que gostem deste tipo de post e mais problemas capilares serão abordados!

6 thoughts on “Diz-me o que comes e dir-te-ei como é o teu cabelo, com a Davines pt1

  1. Andreia Oliveira diz:

    Bom dia.
    Desde há uns anos que tenho um problema de couro cabeludo muito seco e a escamar. Já tentei vários produtos recomendados por cabeleireiros e comprados em farmácias, mas até hoje nenhum fez efeitos visiveis.
    O unico produto que me acalmava o couro cabeludo era um oleo de palmarosa da Yves Rocher, mas parece-me que foi descontinuado e não encontro nenhum semelhante.
    Conheces alguma linha de produtos capilares que me possas indicar para tentar acalmar o problema?
    Obrigada.

    Gostar

  2. m_I_a diz:

    Olá Andreia, como estás?

    Já consultaste um dermatologista? É que couro cabeludo descamativo pode ser uma infinidade de situações, desde uma dermatite seborreica a couro cabeludo seco (situações opostas) ou mesmo psoríase (embora provavelmente não seja esse o caso). Hoje em dia há imensas linhas de hidratação que podem ser usadas na raiz, mas tens de ter mesmo a certeza que se trata de couro cabeludo seco e não o oposto, que pode acontecer!

    Beijinho

    Gostar

  3. Andreia Oliveira diz:

    Olá mais uma vez.
    Nunca consultei nenhum dermatologista mas, mesmo não percebendo nada do assunto, julgo que não seja dermatite seborreica. Pelo menos não noto qualquer tipo de oleosidade no cabelo nem no couro cabeludo, nem mesmo nas zonas onde é mais descamativo…
    O que acontece é que isto dá-me uma comichão danada, principalmente nos dias em que não lavo o cabelo. Ou seja, acabo por ter de o lavar todos os dias para acalmar um bocadinho a comichão.

    Beijinho e obrigada.

    Gostar

  4. m_I_a diz:

    Andreia, já experimentaste usar um champô muito pouco detergente (ou seja, que quase não faz espuma?). Estes champôs são menos agressivos para o couro cabeludo e não o despem completamente da sua camada lipídica protectora pois lavam com mais duavidade. Estes champôs são na generalidade muito líquidos e translúcidos. Um bom exemplar é o Nodé da Bioderma. Se quiseres, experimenta e diz-me se sentiste melhoras 😉

    Beijinho

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s